Governo do Pará vai oferecer mais 295 bolsas de iniciação científica para os 144 municípios - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



quarta-feira, 15 de junho de 2022

Governo do Pará vai oferecer mais 295 bolsas de iniciação científica para os 144 municípios

A iniciativa fortalece a ciência e abre horizontes a alunos das seis instituições públicas de ensino superior que participam do programa

As bolsas de iniciação científica permitem o acesso à pesquisa em todos os municípios paraensesFoto: Marco Santos / Ag. Pará

Apoio para desenvolver um sistema de informações estatísticas era o que Jaqueline Meireles precisava para pôr em prática um projeto que nasceu quando ela terminou o mestrado em Genética e Biologia Molecular com ênfase em Bioinformática, na Universidade do Estado do Pará (Uepa). “Percebi que poderia desenvolver uma ferramenta que agrupasse dados estatísticos de todas as regiões do Pará. É um sistema de pesquisa integrado para facilitar o acesso da população”, explica a pesquisadora.
Hoje, Jaqueline é bolsista do Programa “Bolsa Pará”, da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisa (Fapespa), órgão do governo do Estado. “A bolsa é de suma importância não só como forma de incentivo, mas também para custear nossos gastos do dia a dia. Sem a bolsa é muito inviável nos mantermos”, complementa.
Universalização - Para ampliar o incentivo à pesquisa, o Governo do Pará vai oferecer mais 295 bolsas de iniciação científica no âmbito do Programa “Forma Pará”, coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet).
A proposta é dar oportunidade aos alunos de todas as turmas que estudam nas seis instituições públicas de ensino superior participantes do programa. A iniciativa universaliza a pesquisa nos 144 municípios paraenses.
“Esperamos conseguir fortalecer a cultura científica no Estado, para que possamos gerar alunos interessados em prosseguir na carreira científica, tendo contato com a ciência, tecnologia e inovação desde o início da sua formação acadêmica”, ressalta Deyvison Medrado, diretor Científico da Fapespa.
De 2019 a 2022, a Fapespa ofertou mais de 4.400 bolsas de iniciação científica, mestrado, doutorado, pós-doutorado júnior e pós-doutorado sênior. O investimento ultrapassa R$160 milhões. “Com o aumento do investimento, foi possível ampliar os horizontes de pesquisa apoiados pela instituição, gerando produtos científicos em todas as áreas do conhecimento”, acrescenta Marcel Botelho, presidente da Fapespa.





Por Denise Soares (SECOM)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.