Em Parauapebas homem escapa da morte no "tribunal do crime" e atravessa rio a nado - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



sábado, 9 de abril de 2022

Em Parauapebas homem escapa da morte no "tribunal do crime" e atravessa rio a nado

A tentativa de homicídio aconteceu na madrugada deste sábado (9/4), na área do Riacho Doce, no Bairro Primavera


Um jovem foi resgatado de canoa por uma guarnição da Polícia Militar, na madrugada deste sábado (9/4), após ser baleado e se jogar no rio, para tentar escapar dos assassinos que iriam matá-lo em Parauapebas, no sudeste do Pará. A vítima, identificada como David da Silva Sousa, de 23 anos, saiu recentemente da prisão por tráfico de drogas.

Segundo a Polícia Militar, a guarnição foi acionada, por volta de 1h35, para averiguar uma ocorrência de baleamento no final da Rua Marcos Freire, no Bairro Chácara da Lua. Chegando ao local, populares informaram que estavam ouvindo gritos de socorro vindo de uma área próxima ao Rio Parauapebas e que a pessoa dizia que estava baleada.

Como o local é extenso e de difícil acesso, a equipe pediu apoio do Grupamento Tático Operacional (GTO).

 Ao chegarem em um ponto de acesso às margens do rio, os policiais conseguira a vistar a vítima, depois identificada como David, que estava do outro lado. Os agentes entraram em contato com a base para informar sobre a situação e que seria necessário acionar o Corpo de Bombeiros.

No entanto, como David estava desesperado pedindo socorro e relatou que estava sem forças para atravessar o rio, porque tinha levado um tiro na barriga, e tinha medo de ser arrastado pela força da correnteza, a equipe do GTO conseguiu uma canoa de um morador local e atravessou até a outra margem e realizou o resgate dele, que foi levado para o Hospital Municipal (HMP).

David relatou aos militares que saiu recentemente da prisão pelo crime de tráfico de drogas. Ele contou foi sequestrado por dois homens, um de prenome Artur, conhecido no mundo do crime como de "Menor", e outro de prenome Ezequias, que é chamado de “Capetinha”.

Segundo David, ele foi capturado na casa onde mora, no Bairro Cidade Jardim, e levado em um carro Gol de cor prata até a beira do Rio Parauapebas, em uma área conhecida como Riacho Doce, no Bairro Primavera. No local estavam outros cinco integrantes do “tribunal do crime”.

Ao receber o primeiro tiro na barriga, ele disse que pulou no rio na tentativa de tentar escapar da morte certa e conseguiu nadar até a outra margem. A tentativa de homicídio foi informada à Polícia Civil e a equipe de Homicídios da 20ª Secional já começou a investigar o caso.


 


Por Tina DeBord

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.