Recém-nascida asfixiada é salva por policiais militares no Pará - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Recém-nascida asfixiada é salva por policiais militares no Pará

Pais da pequena Louise, de apenas 10 dias de vida, pediram socorro para reanimar a bebê, que estava desfalecendo



Bebê de dez dias foi salva por policiais militares em Igarapé-Açu, no Pará — Foto: Ascom/PM

Uma bebê com apenas 10 dias de vida foi salva por policiais militares na Vila do São Luís, zona rural da cidade de Igarapé-Açu, nordeste do estado. O salvamento foi realizado na noite da última sexta-feira (18).

Os policiais do 37° Posto Policial Destacado (37º PPD), unidade subordinada ao 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM), foram acionados pelo pai da pequena Louise, que pediu ajuda, já que a filha não estava conseguindo respirar. Os militares foram até a casa da família, onde a mãe cuidava da bebê, que já estava desfalecendo.

Os agentes iniciaram imediatamente os primeiros socorros, fazendo a manobra de Heimlich, técnica usada para desobstruir as vias respiratórias, e removendo o que estava asfixiando a criança. Após poucas repetições, a recém-nascida voltou a respirar normalmente.

“A mãe me entregou a bebê e pediu para que eu salvasse a vida da criança, pois ela e todas as pessoas que estavam próximas não sabiam mais o que fazer. Os pais choraram de tanta felicidade ao ver que a criança estava voltando a respirar”, contou soldado Luiz Carlos Lima, que realizou os primeiros socorros em Louise. “A minha reação foi de muita alegria porque eu também tenho uma filha pequena com menos de sete meses”, relatou o militar, que se solidarizou com o alívio da família.
“Estávamos no lugar certo e na hora certa. O pai chegou desesperado pedindo ajuda. Não contamos esforços e fomos até o local onde a criança estava juntamente com a mãe”, contou o 3° sargento Reginaldo Cantão, há 24 anos na PM. Segundo ele, o salvamento foi possível porque os agentes da Polícia Militar do Pará estudam técnicas de primeiros socorros assim que entram na corporação. “Aprendemos sobre isso no curso de formação de soldado porque nós temos que estar preparados para qualquer situação dessa natureza”, finalizou.



Texto: Sarah Barbosa/ Ascom PM
Por Luana Laboissiere (SECOM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.