Feminicídio: Homem que confessou ter matado a mulher é preso - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Feminicídio: Homem que confessou ter matado a mulher é preso

•AUTOR : O LIBERAL

Homem que confessou ter matado a mulher é preso.

Foto: Reprodução
Vanessa Cristina Pinto Pinheiro, de 22 anos, foi encontrada morta em um terreno baldio na quinta-feira(06)

O reconhecimento de Vanessa foi feito, inicialmente, pelo vestido que ela trajava no dia do desaparecimento. 

Renan Pontes Vilhena foi preso em flagrante pela Polícia Civil, por meio da 15ª Seccional Urbana de Tucuruí, pelo crime de feminicídio. Ele é apontado como assassino da própria companheira, Vanessa Cristina Pinto Pinheiro, de 22 anos. A vítima foi encontrada morta em um terreno baldio da cidade, após dois dias desaparecida. As informações foram divulgadas pela PC nesta sexta-feira (7).

Segundo as apurações realizadas pela equipe policial, Renan teria utilizado um instrumento contundente para cometer o crime. Vanessa estava desaparecida desde a última terça-feira (4), quando saiu de casa para ir até o Hospital Municipal de Tucuruí (HMT). Não há informações do que ela foi fazer na unidade hospitalar. Depois disso, ela não foi mais vista.

A mulher só foi encontrada dois dias depois. O cadáver de Vanessa foi reconhecido, inicialmente, pelo vestido que ela trajava no dia do desaparecimento. A identidade foi confirmada pelos documentos que estavam em posse da vítima. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), onde foi realizado um exame necroscópico que deve indicar a causa exata da morte da vítima.

Renan foi detido na quinta-feira (6) e encaminhado até a unidade policial da cidade. Ele segue à disposição da justiça.
O portal HS entrevistou a delegada que acompanha o caso. Assista no vídeo abaixo! 

Casos de violência contra a mulher podem ser denunciados pelo Disque-Denúncia 181; por meio do Whatsapp, no (91) 98115-9181; pelo Centro Integrado de Operações 190 ou, ainda, pelo canal Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Não é necessário se identificar e a ligação é gratuita.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.