Menina de 13 anos sofre estupro coletivo em aldeia indígena de Parauapebas - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Menina de 13 anos sofre estupro coletivo em aldeia indígena de Parauapebas

Garota foi estuprada, no interior de uma Aldeia, Irina Xikrin e encontra-se hospitalizada em Ourilândia do Norte.

Imagem: reprodução Google
Uma garota indígena, de 13 anos, sofreu um estupro coletivo, no interior de uma em uma aldeia indígena, na zona rural de Parauapebas, no sudeste do Pará. O caso revoltou os internautas nas redes sociais na “Capital do Minério”.

De acordo com a família, a menina está internada, no Hospital Municipal Jadson Pesconi, na cidade de Ourilândia do Norte, desde o dia 30 de novembro de 2021. O pai da garota, Antônio Gonçalves, 41 anos, denunciou o estupro coletivo sofrido pela filha ao Ministério Público (MPPA), em Ourilândia do Norte, a data do bárbaro crime sexual não foi divulgada.

O pai da vítima não é indígena, porém a menina é filha dele com uma índia da etnia kayapó. A mãe da adolescente vive em uma aldeia em São Félix do Xingu, no sul do Pará. O pai afirmou que a garota foi trazida para casa dele, em Ourilândia do Norte, depois que foi estuprada, mas a vítima não falou nada sobre o ocorrido.

A adolescente começou a apresentar problemas de saúde e foi internada. Já no Hospital Jadson Pesconi o estupro coletivo foi descoberto e denunciado. Antônio Gonçalves relatou que a filha havia ido para a Aldeia Irina Xikrin, já no município de Parauapebas, com a finalidade estudar e manter as culturas indígenas, uma vez que ela foi criada no meio dos parentes e sempre quis obedecer às culturas indígenas.

O caso vem ganhando visibilidade na imprensa e nas redes sociais. O Ministério Público deverá abrir uma notícia de fato para apurar o caso e solicitar a punição dos tarados sexuais, sejam eles indígenas ou não. A jovem está recebendo atendimento médico e psicológico.




 ( Fonte: Repórter Juscelino Show)







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.