Parauapebas: Mãe cumprirá serviço comunitário por morte de bebê; companheira foi inocentada - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Parauapebas: Mãe cumprirá serviço comunitário por morte de bebê; companheira foi inocentada

 Parauapebas: Mãe cumprirá serviço comunitário por morte de bebê; a outra mulher foi inocentada 
Foto Reprodução Redes sociais
Glenda Sousa Nunes e Anna Terra Valadares Cunha serão colocadas em liberdade após o julgamento de ambas ter ocorrido nesta quinta-feira (28), no Tribunal do Júri da Comarca de Parauapebas. Elas foram acusadas pelo homicídio do bebê Arthur Gabriel Sousa Nunes, filho biológico de Glenda, que mantinha relacionamento com Anna

Conforme o advogado de Glenda, Eduardo Abreu Santos (OAB-PA 27.141), foi acolhida a tese da defesa, que argumentava ter ocorrido um homicídio culposo, ou seja, acidental, diferente da denúncia feita pelo Ministério Público do Estado do Pará, que acusava ambas de homicídio doloso e fraude processual.

“No plenário, a acusação retirou as denúncias contra a Anna Terra, mas continuou acusando a genitora e pedindo a condenação por homicídio na modalidade dolosa. A defesa sustentou que o homicídio foi praticado na modalidade culposa e a tese foi acolhida. O Conselho de Sentença, por quatro votos a zero, absolveu a Glenda da imputação de homicídio doloso, desclassificando para homicídio culposo”, explica Abreu Santos.


A mãe acabou sentenciada a uma pena de um ano e oito meses, mas considerando que ambas estavam presas há um ano e quatro meses, restaram quatro meses para serem cumpridos. O Juízo então substituiu a prisão dela pelo cumprimento de serviços comunitários.

A morte do bebê, com menos de um mês, ocorreu na madrugada do dia 29 de junho, no Residencial Alto Bonito, em Parauapebas. Glenda e Anna foram presas no mesmo dia e, desde então, negavam a autoria do crime. A causa da morte da criança foi identificada como hemorragia intracraniana decorrente de traumatismo craniano. 


Fonte: Correio de Carajás

(Luciana Marschall)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.