Pais temem que escola desabe na zona rural de Eldorado do Carajás. - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



domingo, 31 de outubro de 2021

Pais temem que escola desabe na zona rural de Eldorado do Carajás.

 Pais temem que escola desabe na zona rural de Eldorado do Carajás.

Com medo, os pais dos estudantes decidiram não mandar mais os filhos para escola.

Aeducação tem grande potencial transformador. O conhecimento que uma pessoa recebe ao longo da vida pode fazer a diferença e, dessa forma, mudar estatísticas e realidades.

Não é à toa que o estudo é tão valorizado quando pensamos em mudanças de paradigmas. É por meio do estudo que muitas pessoas obtêm ascensão social e superam desigualdades.

Mas, alunos de uma escola na zona rural de Eldorado do Carajás, no sudeste do estado, não estão podendo frequentar as salas de aula, pois o prédio está prestes a desabar. 

Temendo que algo pior aconteça, os pais dos estudantes da escola Construindo Conhecimento, no Assentamento Lourival Santana, mais conhecido por Vila Peruana, se reuniram e decidiram não mandar mais os filhos para escola. 

A mãe de um aluno, que pediu reserva do nome, afirma que uma tragédia está prestes a acontecer. “A qualquer momento pode acontecer um acidente grave com os alunos, pois a construção de madeira é antiga. Isso é uma tragédia anunciada”, afirma a mulher.

A escola é a única da comunidade. O estabelecimento de ensino atende cerca de 370 alunos, do 5º ano 9º ano. Além disso, tem 18 professores concursados. Outra dificuldade é que 70% dos estudantes precisam de transporte escolar.   

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO 

Procurada pela reportagem, a secretária de Educação de Eldorado do Carajás, Dinaqueile Barros da Silva Oliveira, disse que já existe um projeto para a construção do prédio da escola na Vila Lourival Santana e que estará em reunião com a prefeita Iara Braga e com o secretário de finanças Luís Cláudio para traçar um planejamento para construção da escola com recursos próprios.

Dinaqueile reconhece o problema enfrentado pela comunidade e que no momento a proposta é manter os alunos nas aulas remotas. Ela afirma ainda que no primeiro semestre de 2022 a prefeitura dará uma resposta para comunidade da Vila Peruana. 

“Com relação a licitação do transporte escolar, estamos aguardando a data para que seja lançado o edital, o juiz já lançou parecer favorável para o transporte escolar, depois da licitação tudo vai voltar ao normal com todos os atendimentos necessários”, finalizou Dinaqueile.


Fonte: Dol Carajás/ com informações Salem Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.