Índia pode substituir China como destino dos minérios brasileiros - Portal Pebão - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



sexta-feira, 8 de outubro de 2021

Índia pode substituir China como destino dos minérios brasileiros - Portal Pebão

 Índia pode substituir China como destino dos minérios brasileiros

Um acidente envolvendo um carro e uma moto causa morte na manhã desta sexta-feira (08).  O acidente aconteceu em um cruzamento sem sinalização entre as ruas São Francisco e Castro Alves. Claudiomara Souza da Silva de 35 anos, vinha pela Castro Alves em sua Honda Pop, quando colidiu de frente com uma Saveiro Furgão que seguia na São Francisco.   A mulher foi arremessada na colisão e faleceu na mesma hora. O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) prestou socorro à vítima, tentando reanima-lá, mas sem sucesso, ela não resistiu aos ferimentos.  Segundo informações do agente Gonçalves do Departamento Municipal de Transporte e Trânsito Urbano, o cruzamento embora sem sinalização, tem como preferência quem segue na direita. De qualquer forma ele também ressalta que o correto seria os dois pararem antes de seguir.   Pessoas que estariam no momento do acidente relataram sobre a fuga sem assistência do condutor do veículo. A vítima era conhecida popularmente como Taty, ela deixa marido e um filho.   A Polícia irá investigar o caso.

No Brasil, o ritmo da vacinação contra a Covid-19 controlou a pandemia e criou “perspectivas de recuperação sustentada” da economia. Em termos de mercado global, se a situação da China é motivo de preocupação, a Índia pode surgir como um forte novo destino para negócios. Esse quadro foi apresentado pelo economista Ricardo Amorim. Ele proferiu a palestra magna “Perspectivas para a economia e o setor de mineração no Brasil e no mundo”, na abertura do da EXPOSIBRAM 2021.


Amorim, que atua no mercado financeiro desde 1992, também observou que a Índia, no momento, se encontra como a China no início do século e pode garantir mais 20 anos de negócios. E que a “demanda que vem com tudo”, de lá, é para suprir seus déficits  nas áreas de infraestrutura e alimentar.


Na opinião do economista, esse quadro pode vir a representar oportunidades para o setor de mineração no Brasil, mas para aproveitá-las é preciso fazer um trabalho junto à opinião pública:

- “Os desastres ambientais geraram justa preocupação na opinião pública, porém, a discussão ficou desequilibrada. Não olhar o impacto de geração de riqueza do setor é perigoso. Os minerais permitem o desenvolvimento de soluções que trazem impacto mais positivo do que a exploração do próprio mineral. Porém, a opinião pública não sabe disso. Em termos ambientais, o Brasil é o país que mais protege seus recursos, no mundo, mas é visto como vilão ambiental. É preciso não perder de vista as oportunidades e, também, entender as transformações do mundo para estar inserido nesse processo”, afirmou Amorim.

O economista ainda alertou para os movimentos da China que, em caso de calote da sua dívida, pode provocar perdas financeiras “nos níveis de 2008”. Ele ressaltou, porém, que o governo chinês tem uma reserva de US$ 4 trilhões, o que pode ser visto como alguma garantia.




Fonte: Noticias de Mineração

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.