Canaã: pastor nega abuso e disse que estava 'colocando a menina para assistir aula on-line 'Em entrevista, pastor não mostrou o rosto, mas negou que tenha abusado de criança de 7 anos. No entanto, exames apontam que vítima foi abusada - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Canaã: pastor nega abuso e disse que estava 'colocando a menina para assistir aula on-line 'Em entrevista, pastor não mostrou o rosto, mas negou que tenha abusado de criança de 7 anos. No entanto, exames apontam que vítima foi abusada

 Canaã: pastor nega abuso e disse que estava 'colocando a menina para assistir aula on-line 'Em entrevista, pastor não mostrou o rosto, mas negou que tenha abusado de criança de 7 anos. No entanto, exames apontam que vítima foi abusada


O pastor Pedro Fernandes dos Santos Neto, de 42 anos, que foi preso nesta semana acusado de abusar sexualmente uma criança de apenas 7 anos, concedeu entrevista ao repórter do Grupo Correio, Jamerson Santos. Sem mostrar o rosto e com a voz distorcida por efeitos de edição, Pedro negou que tenha cometido o crime da qual está sendo acusado. Segundo Pedro, a mãe da vítima, que flagrou o estupro, interpretou errado toda a cena que viu.
"Não vou dizer que é uma fantasia da mãe, mas talvez uma interpretação errada, o contrário."
Segundo o pastor, tudo se tratava de apoio pedagógico à criança. Ele estava no quarto, na cama, ajudando a criança a estudar.
"Nesse momento em que a mãe dela chegou, eu estou junto com a menina tentando colocar a menina para assistir aula on-line."
No entanto, a versão do pastor pode ser questionada diante dos exames feitos pela perícia criminal. Exames apontaram que a criança foi abusada e que havia perdido a virgindade. Questionado sobre isso, o pastor afirmou que ela sempre brincava na rua e que por lá "alguma coisa pode ter acontecido".
"Houve também um fato que recentemente que ela teve uma queda violenta no banheiro e que pode ter rompido isso [hímen]"
Pastor Pedro segue à disposição da justiça e responderá pelo crime de estupro de vulnerável.



Gazeta Carajás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.