Vigilância Sanitária realiza fiscalização em consultório clandestino de oftalmologia em Parauapebas - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial

segunda-feira, 12 de julho de 2021

Vigilância Sanitária realiza fiscalização em consultório clandestino de oftalmologia em Parauapebas

Vigilância Sanitária realiza fiscalização em consultório clandestino de oftalmologia em Parauapebas.Parauapebas

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Vigilância Sanitária (Visa), constantemente vem realizando ações itinerantes e apuração de denúncias de eventos irregulares que tem acontecido no município. Consulta e venda de óculos estavam sendo realizadas em Igrejas nos Bairros Palmares Sul e Tropical, esta ação resultou no encerramento e apreensão de equipamentos oftalmológicos.

Segundo informações do coordenador de Vigilância Sanitária Marco Aurélio, após as denúncias, foi apurado que se tratava de ações itinerantes realizadas por óticas de Parauapebas e de outras localidades, de forma totalmente irregular, em locais insalubres e em desacordo com as normas sanitárias e os exames eram realizados por pessoas sem qualquer habilidade técnica, caracterizando exercício ilegal da profissão, além de ter sido verificada a prática de venda casada (onde o consumidor ao se consultar com o profissional, é induzido ou acondicionado a comprar as armações e lentes da ótica que esta realizando o evento), aumentando os riscos à saúde, podendo gerar danos maiores a população que procura esse serviço.
Parauapebas

Marco Aurélio, conta que foi constatado ainda que os responsáveis pelas óticas organizadoras do evento praticavam preços exorbitantes e muitas vezes superiores à média dos valores praticados por lojas de óticas licenciadas e idôneas do nosso município. Devemos ressaltar a importância de procurar sempre lojas com licença sanitária liberada e por profissionais devidamente habilitados.

“A diretriz da Vigilância Sanitária é o resguardo da saúde da coletividade dos Parauapebenses, razão pela qual mantemos uma equipe para fiscalizar ações e atividades que podem causar riscos à saúde da população, como no caso de eventos ilegais descritos acima. Foi feito autuação da ocorrência e os fiscais da Visa encerraram as atividades e aprenderam equipamentos irregulares”, explica a diretora da vigilância em saúde, Michele Ferreira.






Fotos e Informações/ Assessoria de Comunicação - SEMSA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.