Procon realiza operação “Petróleo Real” para fiscalizar possíveis infrações em postos de combustíveis em Parauapebas - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



segunda-feira, 12 de julho de 2021

Procon realiza operação “Petróleo Real” para fiscalizar possíveis infrações em postos de combustíveis em Parauapebas

 A Operação faz parte de mobilização nacional coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.
Procon realiza operação “Petróleo Real” para fiscalizar possíveis infrações em postos de combustíveis em Parauapebas
Fotos:Procon
O Procon de Parauapebas participou da Operação “Petróleo Real”, de fiscalização e combate a fraudes nos postos de combustíveis. A ação ocorreu no município, na semana passada (última quinta-feira, dia 8), e em todos os estados da federação, exceto Maranhão, onde já há avançado processo de investigação no setor.

As vistorias verificaram a qualidade do combustível, a validade dos produtos, a aferição das bombas de abastecimento, a transparência da composição dos preços ao consumidor e a disponibilização do Código de Defesa do Consumidor (CDC) nos estabelecimentos.

Em Parauapebas, seis postos de combustíveis foram vistoriados e foram realizadas três autuações. Um que apresentou uma bomba irregular, a qual foi reprovada na aferição da quantidade, e dois por falhas na precificação do combustível.


A operação é inédita e coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) e da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon).


Participam da vistoria, Procons estaduais e municipais, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Corpo de Bombeiro Militar (CBM), Guardas Civis Municipais (GCMs) e Secretarias de Segurança Pública das Unidades Federativas (SSP’s).


A operação “Petróleo Real” segue o decreto nº 10.634, de 22 de fevereiro de 2021, que dispõe sobre o direito de os consumidores receberem informações corretas, claras, precisas, ostensivas e legíveis sobre os preços dos combustíveis em território nacional.


São de responsabilidade da ANP, INMETRO e Procon o controle e fiscalização. As polícias assumem o trabalho de repressão de práticas abusivas e criminais, protegendo a economia e o direito dos consumidores.




Informações/Ascom/PMP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.