Parauapebas está atrasada na vacinação contra Covid-19 e só aplicou metade de doses recebidas. - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



terça-feira, 8 de junho de 2021

Parauapebas está atrasada na vacinação contra Covid-19 e só aplicou metade de doses recebidas.

 Moradores com comorbidades são obrigados a fazer pré-cadastro nos postos de saúde, mesmo sem previsão para serem imunizados. Serviço gerou aglomerações.
Parauapebas está atrasada na vacinação contra Covid-19 e só aplicou metade de doses recebidas.
Foto Reprodução
Com vacinação contra Covid-19 atrasada, a cidade de Parauapebas, pede que moradores com comorbidades entre 18 e 59 anos façam pré-cadastrao presencial nos postos de saúde para que recebam a imunização. Houve aglomerações e não há previsão para a imunização. De acordo com o 'vacinômetro' do estado, Parauapebas aplicou somente metade das doses recebidas até então.

Em um dos 24 postos, a preocupação foi porque atendimentos de rotina continuam, como consultas e vacinação de crianças. "Acredito que se houvesse um método ou sistema para pessoa ter a certeza que ela iria vacinar seria mais seguro porque a pessoa poderia fazer até em casa, né? Precisa melhorar", afirma Rayla Alves, autônoma.

No site da Secretaria Municipal de Saúde há um comunicado informando que esta semana será feito agendamento da vacina para o novo grupo prioritário, mas segundo moradores na prática isso não está acontecendo.

“Só pediram para agendar, que eles vão ligar quando chegar a vacina", afirma Joaquim Alves, morador.

Na cidade, nem todos os idosos e profissionais da saúde foram totalmente imunizados. Em ofício enviado o município informou à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) que ainda faltam ser vacinados 3.819 profissionais da saúde e 2.542 idosos com mais de 60 anos. Já os casos e mortes provocadas pela Covid-19 aumenta. São mais de 50.300 infectados e 407 óbitos

Profissionais da educação também tiveram que fazer cadastro, mas os dados foram enviados por e-mail para geração de um levantamento, que apontou 3.061 servidores somente na rede pública.

De acordo com a Diretoria de Vigilância em Saúde de Parauapebas, a rede particular ainda está enviando os dados, mas já foi definido que nem todos os trabalhadores da educação poderão ser vacinados porque não haveria doses suficientes.

"Recebemos 1.920 doses para profissionais da educação, ouvimos sindicato dos professores para tomar essa decisão em comum (...) e eles optaram em vacinar a rede infantil e creche (...) então, no próximo dia 3 de junho vamos dar início a vacinação desse grupo", explica a diretora Michele Ferreira.

Em relação aos riscos que pessoas comorbidades enfrentam nos postos de saúde, a justificativa da diretoria seria evitar que moradores de cidades vizinhas fossem vacinados em Parauapebas.

“A gente tem uma característica atípica que os municípios vizinhos têm Parauapebas como referência em Saúde, (...) e como o SUS é para todos, a gente não pode negar, mas para tentar assegurar a vacina para os nossos residentes estamos fazendo o agendamento de forma presencial, motivo principal dessa decisão tomada em conjunto pela gestão", afirma Ferreira.

Denúncias

O Ministério Público do Pará (MPPA) já recebeu, só na última semana de maio, quatro denúncias sobre métodos, cronograma e operacionalização adotados pela secretaria municipal para vacinação contra Covid-19.

Uma das denúncias foi da Associação Médica de Carajás, protocolada no dia 25 de maio, que diz que a vacinação em Parauapebas "“estaria em desacordo com o Plano Estadual de Imunização contra a COVID-19”, pois os “gestores, não estão observando a ordem de prioridade já definida na primeira fase".

A secretaria municipal tem dez dias pra responder às determinações do MPPA.

Já a Sespa informou que o Ministério da Saúde pediu aos municípios que se manifestassem sobre a quantidade de doses de vacina pretendida e que o prazo final para essa manifestação foi até 17 de maio.

A Sespa afirmou, ainda, que repassou ao município de Parauapebas todas as doses para os grupos prioritários e que até o momento a cidade já recebeu 34.030 doses, sendo que aplicou 17.641 doses.



Por G1 PA 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.