Ex-mulher de Lázaro diz que ele confessou autoria da chacina contra família no DF - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial

terça-feira, 29 de junho de 2021

Ex-mulher de Lázaro diz que ele confessou autoria da chacina contra família no DF

Segundo a mulher, o ex-marido afirmou que não cometeu os outros crimes imputados pela Polícia e negou "ser macumbeiro"
Ex-mulher de Lázaro diz que ele confessou autoria da chacina contra família no DF
A ex-mulher de Lázaro diz que o homem confessou autoria da chacina contra família no DF. (Foto: reprodução)

A ex-mulher de Lázaro Barbosa, morto pela polícia na segunda-feira (29) após caçada que durou 20 dias, disse em entrevista veiculada na TV Record que teve contato com ele, mas não o ajudou a se esconder. Luana contou que quem a procurou, em sua casa, em Águas Lindas, foi o fugitivo. Ela nega qualquer tipo de facilitação ao então foragido e afirmou que o ex-marido confessou a autoria da chacina contra uma família em Ceilândia (DF) e que a Polícia estaria imputando crimes que ele não cometera.

“Ele falou que o único que crime que teria feito foi da família Vital. Negou os outros. E de ser macumbeiro, coisa que nunca foi”, disse.

Luana ainda afirma que Lázaro matou a família de Ceilândia porque ofereceu resistência. “Ele me falou que isso que aconteceu foi real. Ele disse que vieram com arma para ele, que resistiram, por isso teve que matar”.

Na entrevista, a mulher relata que pediu para Lázaro se entregar “antes que te matem”. No entanto, o criminoso respondeu: “Tô nem aí”. “Ele preferiu morrer a se entregar e resolver na Justiça. O erro dele foi de atacar os policias”, aponta.
Encontro

Segundo Luana, a última vez que havia conversado com Lázaro antes da chacina de uma família cometida no último dia 9 em Ceilândia (DF) teria sido no dia 5 de janeiro. Desde então não teve mais contato com ele. Apenas no domingo (27), quando o criminoso chegou na casa dela, em Águas Lindas.

“Ele chegou lá em casa me deu R$ 300 para o filho que tenho com ele”, disse na entrevista a Roberto Crabini. “Saiu e voltou. Pediu meu celular para conversar com a minha mãe”, relata. “Ele me pegou de surpresa. Jamais pensei que ele viria atrás de mim. Pensei que ele estava em Girassol”.

“Não tinha ninguém com ele. Me acusaram de ter alguém comigo para oferecer carro e moto para ele fugir”, aponta. Ao ser perguntada por Cabrini se esse fato corresponde à verdade ela repete: “Nunca. Nunca. Nunca”.
Ex-sogra
A ex-sogra de Lázaro também relata que Lázaro nega ter cometido outros crimes e ter recebido ajuda do fazendeiro e caseiro, presos na última quinta-feira (24), na região de Cocalzinho. O criminoso entrou em contato com Helen a partir do celular cedido pela ex-mulher. Ele teria ligado três vezes e mandado mensagens de texto e aúdio.

Em uma dessas mensagens, Lázaro diz que a polícia colocou “crimes que ele não cometeu nas costas dele”, segundo relatou Helen. A ex-sogra afirma que pediu para ele se entregar à polícia.

“A polícia está colocando um monte de crime no meu nome e não fui eu que fiz. Estou desesperado pois estão prendendo gente que não está comigo”, relatou a ex-sogra de Lázaro a Cabrini. Questionada se ainda tinha os áudios, a mulher disse ter apagado para proteger a filha.





(Mais Goiás)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.