Furtos nos correios: PF faz arrastão de Conceição a Curionópolis - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



quinta-feira, 6 de maio de 2021

Furtos nos correios: PF faz arrastão de Conceição a Curionópolis

 Polícia Federal surpreendeu investigados de furtos em agências do Correios.
Furtos nos correios: PF faz arrastão de Conceição a Curionópolis

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (5) a “Operação Siafu”, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em cometer crimes de furtos em agências dos Correios no Pará e no Tocantins. Cerca de 25 policiais deram cumprimento a três mandados de prisão preventiva, três de prisão temporária e cinco de busca e apreensão em Conceição do Araguaia e Curionópolis, no Pará; Palmas, Colinas do Tocantins e Juarina, no Tocantins.

As investigações apontaram que os suspeitos foram responsáveis por cometer crimes de furtos contra as agências dos Correios dos municípios de Cametá, Cumaru do Norte e Curionópolis, no Pará; Guaraí e Presidente Kennedy, no Tocantins. Os crimes foram cometidos nos anos de 2018 e 2019, conforme as investigações. Todos os mandados foram expedidos pela 4º Vara Federal de Palmas, capital do Tocantins.

Furtos nos correios: PF faz arrastão de Conceição a Curionópolis
Foto Reprodução

Correios de Conceição do Araguaia foi alvo dos criminosos

De acordo com o que foi apurado no inquérito policial, os casos mencionados foram cometidos nas mesmas circunstâncias: durante o repouso noturno; com rompimento ou destruição de obstáculos à subtração de pertences e dinheiro da empresa de agências dos Correios; como também, foram cometidos mediante participação de duas ou mais pessoas.

A Polícia Federal informou que os investigados poderão responder pelos crimes de furto noturno qualificado e associação criminosa, cujas penas somadas, podem chegar a mais de 10 anos de reclusão.

Furtos nos correios: PF faz arrastão de Conceição a Curionópolis
Foto Reprodução

O nome da operação faz referência a uma espécie de formigas nômades. Essa seria a principal característica do grupo criminoso, pois os furtos ocorreram em cidades que não tinham relação com os suspeitos. Desta forma, o grupo pretendia diminuir o risco de serem identificados e dificultar o trabalho de apuração dos delitos. 





(Delmiro Silva/com informações: gov.br/pf)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.