Parauapebas: Paciente com problemas cardíacos precisando fazer cirurgia com urgência foi transferido, pela própria família, em ambulância particular. - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Parauapebas: Paciente com problemas cardíacos precisando fazer cirurgia com urgência foi transferido, pela própria família, em ambulância particular.

 Na noite da última quarta-feira (17), circulou nas redes sociais um vídeo mostrando um homem ao lado de uma ambulância, no Hospital Geral de Parauapebas (HGP), indignado com a saúde na "Capital do Minério" 

Imagem retirada do vídeo que circula na internet.
O homem que aparece ao lado do paciente, em uma maca, é um apoiador do prefeito Darci Lermen, que 'sentiu na pele' pelo problema de saúde do irmão, que não poderia ser resolvido no município, e teria que ser transferido para outra cidade. 

A 'operação' do senhor Juracy da Silva Nogueira, precisa ser realizada com urgência, segundo a família relatou.

Em Parauapebas a prefeitura diz que estava tudo pronto para transferir o paciente para a capital Belém. Porém, a família não aceitou e queria a transferência para capital do Piauí: Teresina.


Aqui, no Portal Pebão,  já noticiamos o sofrimento dos pacientes que esperam por uma cirurgia. Quem lembra do vídeo da senhora Sigliane, cuja mãe aguardava internada para uma cirurgia e recebeu alta sem fazer o procedimento cirúrgico ? 

Com o valor da verba direcionada  à saúde do município de Parauapebas, não deveria haver tantas transferências, causando imenso sofrimento ao nosso povo.

Veja o vídeo.

A Prefeitura Municipal de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, emitiu uma nota referente ao caso do seu Juracy da Silva Nogueira

Leia:
Nota de Esclarecimento / Saúde

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, esclarece que em nenhum momento deixou de prestar atendimento ao sr. Juracy da Silva Nogueira. Ele deu entrada na UPA no dia 16 deste mês e estava sob cuidados médicos na área denominada “sala vermelha” do Hospital Geral de Parauapebas. 

Devido ao estado de saúde e o risco de morte do paciente, a transferência dele para Teresina (PI) não poderia ser autorizada principalmente por ambulância.

Conforme o protocolo médico, o sr. Juracy Nogueira seria encaminhado para a UTI do HGP enquanto a equipe da Regulação finalizaria a solicitação de sua transferência via Aerosus para o hospital de referência Gaspar Vianna, em Belém, para realização de cirurgia cardíaca.

Por motivos que fogem à competência da prefeitura, a família do sr. Juracy recusou o tratamento na capital e somente autorizaria a cirurgia se esta fosse realizada em Teresina, contradizendo o protocolo de Regulação do Ministério da Saúde, que diz que um paciente só pode ser regulado dentro do mesmo Estado.

Mesmo com todas as orientações médicas, a família decidiu alugar uma ambulância particular e retirar o sr. Juracy do HGP, sem autorização e assumindo risco de morte súbita do paciente devido às condições de saúde do paciente.

A Prefeitura de Parauapebas reforça que utiliza todos os protocolos e padrões para atendimento e preservação da vida, e, que, portanto, não poderia colocar em risco a vida de qualquer pessoa.


Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP


Fonte: Portal Pebão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.