Idoso ‘brinca’ no beiral da ponte, cai e some no Rio Itacaiúnas - Portal Pebão

Destaques

Publicidade Página Inicial



sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Idoso ‘brinca’ no beiral da ponte, cai e some no Rio Itacaiúnas

Homens do Corpo de Bombeiros estão no Rio Itacaiúnas, em Marabá, tentando resgatar o senhor José Ribeiro de Cristo, de 64 anos, turista que estava, a princípio, sendo filmado e fotografado sobre a ponte, mas acabou despencando e sumindo nas águas. O momento exato em que ele se desequilibrou e caiu foi filmado com o próprio celular da vítima, que estava nas mãos da sobrinha dele e que foi testemunha ocular do ocorrido. José se colocou na situação arriscada ao transpor o guarda-corpo da ponte e ainda brincou sobre a possibilidade de cair. 

Segundos depois foi o que realmente aconteceu.Na filmagem é possível ouvir quando Nailda dos Santos, de 50 anos, sobrinha de José, ainda o adverte sobre o perigo em que estava se colocando, mas ao sentir segurança nele, ela exalta o feito da posição em que ele estava pendurado, com o corpo para fora da ponte. De repente, José se desequilibra, Nailda joga o telefone ao chão e tenta segurá-lo, sem sucesso. Desesperada, ela grita por socorro e logo chega um outro homem que tenta avistar o idoso na água.


José é natural de Rio Branco do Sul (PR), aposentado, e está em Marabá a pretexto de comprar uma casa para onde se mudaria. Mas diante da recusa da esposa em vir com ele, já havia desistido da ideia e estava a caminho do aeroporto João Rocha, justamente para verificar a compra de uma passagem.

Ao passar pela ponte com a sobrinha, conduzidos em um veículo Uber, ele pediu ao motorista que parasse para que fizesse umas fotos, maravilhado com o Rio Itacaiúnas. Foi José quem ligou a câmera e entregou na mão de Nailda, pedindo que ela o filmasse. De repente, o homem tomou a atitude inadvertida que decretou o seu destino.

A Reportagem do Correio de Carajás chegou ao local em poucos minutos e ouviu o relato da própria testemunha ocular que defende que o tio não morreu na queda, pois o viu ainda nada por alguns metros, antes de submergir e não mais ser visto. As buscas continuam.


 (Reportagem: Evangelista Rocha / Correio de Carajás)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.