Parauapebas: Mulher flagra incesto, denuncia agressões e descobre estupro das filhas. - Portal Pebão

Destaques

ANUNCIE AQUI

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Parauapebas: Mulher flagra incesto, denuncia agressões e descobre estupro das filhas.

Parauapebas: Mulher flagra incesto, denuncia agressões e descobre estupro das filhas.

Foragido de Justiça desde o ano passado, Josemir Saldanha de Sousa, de 41 anos, foi localizado e preso nesta segunda-feira (27), em Eldorado do Carajás, sudeste do Pará. Ele é acusado de estupro de vulnerável contra três adolescentes, além de agressão contra a ex-companheira, crimes registrados em Parauapebas.

Conforme a delegada Ana Caroline, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Data) e da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), em setembro do ano passado, 2019, a então companheira de Josemir procurou a unidade policial para denunciar ter sido agredida e ameaçada de morte pelo homem.

“Ela era casada com ele e o flagrou mantendo relações sexuais com uma filha de casamento anterior, de 18 anos. Assim que flagrou a relação incestuosa, começou a discutir com ele, que a agrediu com um facão e a ameaçou de morte. Então ela veio comunicar a agressão e pedir medidas protetivas de urgência”, explica.

Ainda segundo a delegada, em decorrência do crime enquadrado na Lei Maria da Penha a Polícia Civil descobriu que o caso era ainda mais grave. “Fomos ouvir as filhas do casal como testemunhas, mas quando a psicóloga foi fazer a escuta especializada tomamos conhecimento que as crianças eram vítimas de abusos sexuais dele há muito tempo”.

Três menores foram submetidas a exames sexológicos forenses que atestaram positivo para existência de lesões. Dentre as vítimas, duas filhas biológicas, de 16 e 12 anos, e uma enteada, cuja idade não foi revelada.

Após agredir a companheira, Josemir fugiu. A delegada requereu a prisão preventiva, que foi determinada pelo Poder Judiciário, e conseguiu localizá-lo na última semana, com a ajuda da mãe das vítimas.

A localização dele foi possível porque o próprio Josemir entrou em contato com a mulher, continuando as ameaças e exigindo que ela depositasse para ele o valor do auxílio emergencial recebido por ela recentemente. “Então pedimos que ela nos ajudasse, fingisse que ela ia passar para ele o dinheiro. Ela estava apavorada e nesse processo conseguimos localizar ele em uma roça”, explicou Ana Caroline.

Por fim, a delegada informou que o acusado se recusou a prestar depoimento, afirmando que falará sobre o caso apenas em juízo. Ele foi encaminhado para a Cadeia Pública de Parauapebas.

Fonte / Correio de Carajás  (Luciana Marschall e Ronaldo Modesto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.