Petrobras reduz preço da gasolina em 15% a partir desta quarta; diesel não cai - Portal Pebão

Destaques

ANUNCIE AQUI

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

terça-feira, 24 de março de 2020

Petrobras reduz preço da gasolina em 15% a partir desta quarta; diesel não cai

Petrobras reduz preço da gasolina em 15% a partir desta quarta; diesel não cai

Decisão ocorre diante da forte desvalorização no preço do petróleo no mercado internacional


Petrobras anunciou redução do preço da gasolina em 15% a partir desta quarta-feira (25)
A Petrobras anunciou que vai reduzir em 15% o preço da gasolina em suas refinarias a partir desta quarta-feira (15). Em relação ao óleo diesel, não haverá alteração.

A decisão da estatal vem na esteira da forte desvalorização que o petróleo vem apresentando no mercado internacional. No início do ano, ele era negociado a US$ 66,36. Na última segunda, fechou a US$ 27,59. No ano, a desvalorização da commodity é de 58,7%.

Na semana passada, no último dia 13, a Petrobras já havia cortado o preço da gasolina em 9,5%, além de um corte de 6,5% para o diesel, também por conta da queda mundial do petróleo.

O corte anunciado pela estatal para esta quarta será o 7º do ano nas refinarias. Em 2020, o preço da gasolina nas refinarias acumula queda de 21%, enquanto o diesel já caiu mais, 23%.

Para que o consumidor final pague mais barato no combustível , porém, há uma série de fatores em jogo. Os repasses às bombas dos postos dependem de distribuidoras e também dos próprios postos e suas realidades. Em momentos de crise, por mais que haja queda nas refinarias, as margens dessas duas etapas do processo costumam aumentar, fazendo com que a queda no posto seja pouco ou nada sentida pelo consumidor.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), o preço da gasolina nos postos praticamente não teve variação desde o início de 2020. No início de março, os valores médios de 1 litro da gaasolina e do diesel custavam, respectivamente, R$ 4,531 e R$ 3,661, quedas de 0,5% e 2,4% no ano.


Com Informações/Agência O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.