Minério de ferro na China chega a atingir pico de mais de sete meses - Portal Pebão

Destaques

ANUNCIE AQUI

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

quarta-feira, 18 de março de 2020

Minério de ferro na China chega a atingir pico de mais de sete meses

Minério de ferro na China chega a atingir pico de mais de sete meses

Os futuros de minério de ferro da China subiram nesta quarta-feira com mais apoio político a uma economia atingida pela pandemia de coronavírus. Durante a sessão de negociações do dia, a cotação da commodity chegou a atingir pico de mais de sete meses.

Os futuros de aço, no entanto, sucumbiram a fortes vendas nos mercados globais, com pânico dos investidores diante da profunda crise da saúde pública causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e suas conseqüências econômicas.

O contrato de minério de ferro mais comercializado da Dalian Commodity Exchange, com vencimento em maio, chegou a subir 4,1%, para 692 iuanes (US$ 98,56) por tonelada, a maior desde 5 de agosto de 2019, antes de fechar com ganhos de 0,75%, em 676 iuanes (US$ 96,29), segundo a consultoria MMI, de Xangai.

Os contratos futuros de minério de ferro na Bolsa de Cingapura subiram 1,2% nas negociações da tarde.

Os preços do ingrediente siderúrgico no mercado físico atingiram altas de três semanas, parcialmente sustentadas pela queda nos estoques nos portos da China.

O preço spot do minério de ferro de referência da indústria, com 62% de teor de ferro, ficou em US$ 92 a tonelada na terça-feira, o maior valor desde 24 de fevereiro, com base em dados da consultoria SteelHome.

Com todos os portos da China retornando às operações normais, segundo o governo, as atividades comerciais marítimas devem melhorar ainda mais, disse Helen Lau, analista de metais e mineração da Argonaut Securities em Hong Kong.

Ela disse que a maior produtora de aço da China também forneceu apoio político adicional aos exportadores, citando um aumento nos descontos nos impostos à exportação de aço.

A China aumentará os descontos de impostos de exportação para quase 1.500 produtos a partir de ‪20 de março‬, informou o Ministério das Finanças na terça-feira, enquanto o governo procura aliviar a pressão sobre as empresas afetadas pelo surto de vírus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.