Anvisa não recomenda hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus - Portal Pebão

Destaques

ANUNCIE AQUI

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

sexta-feira, 20 de março de 2020

Anvisa não recomenda hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus

Anvisa não recomenda hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus

Agência reguladora defende continuidade dos testes clínicos para mensurar eficácia da droga; nos EUA, Trump anunciou pressa no uso do medicamento

No Brasil, a droga é utilizada para casos de artrite, lúpus eritematoso, doenças fotossensíveis e malária.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou, na noite desta quinta-feira 19, uma nota técnica na qual não recomenda, “no momento”, o uso do hidroxicloroquina para tratamento do novo coronavírus. A droga, utilizada para casos de artrite, lúpus eritematoso, doenças fotossensíveis e malária, mostrou bom resultado em testes iniciais — ainda não conclusivos — contra a Covid-19 e é uma aposta do presidente americano Donald Trump no tratamento da doença.

“Apesar de promissores, não existem estudos conclusivos que comprovam o uso desses medicamentos para o tratamento da Covid-19. Portanto, não há recomendação da Anvisa, no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus”, diz a agência.

Um estudo de cientistas chineses publicado no início do mês apontou que o hidroxicloroquina mostrou ser eficaz em inibir o vírus em laboratório. Um primeiro teste em humanos, realizado na França, foi promissor: 70% dos infectados testaram negativo seis dias depois do início da medicação. A amostragem da pesquisa, porém, foi pequena, de apenas vinte pacientes.

“A Anvisa reforça que, para a inclusão de indicações terapêuticas novas em medicamentos, é necessário conduzir estudos clínicos em uma amostra representativa de seres humanos, demonstrando a segurança e a eficácia para o uso pretendido”, frisou o órgão, que alertou que a automedicação representa um grave risco à saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.