Parauapebas: Bebê de um ano da entrada em hospital com suspeita de abuso sexual - Portal Pebão

Destaques

ANUNCIE AQUI

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Parauapebas: Bebê de um ano da entrada em hospital com suspeita de abuso sexual

Parauapebas:Bebê de um ano da entrada em hospital com suspeita de abuso sexual


Foram presos em flagrante no final da tarde de terça-feira (7), em Parauapebas, Deyvyd Renato Oliveira Brito, 31 anos de idade, e Irislene da Silva Miranda, 28. Deyvyd é acusado de estuprar a enteada de apenas um ano e oito meses de idade, com o conhecimento de Irislene, mãe do bebê.

A criança deu entrada desfalecida no Hospital Municipal (HMP) e está em estado grave. Segundo a delegada Ana Carolina, que estava no plantão na 20ª Seccional e é titular da Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (Deam), o caso foi informado à polícia pelo HMP.

De acordo com a casa de saúde, ao dar entrada com a filha no hospital Irislene de início alegou que a criança estava brincando na cama, caiu e bateu a cabeça. Depois, quando estava assistindo televisão, a menina perdeu as forças e desfaleceu.

De acordo com a delegada, como a criança estava muito fraca, a equipe de saúde a encaminhou para a sala vermelha, de emergência, onde ficam os casos mais graves. “Uma técnica de enfermagem bastante experiente, ao retirar a fralda da criança, observou lesões nas partes íntimas dela, características de abuso sexual. A menina foi encaminhada a sala de sutura e durante o procedimento ela teve parada cardiorrespiratória e foi reanimada por uma equipe do Serviço Móvel de Urgência e depois foi entubada”, detalha a delegada.

De acordo com Ana Carolina, a criança está em estado grave e se conseguir resistir será transferida para o Hospital Regional de Marabá ou Belém. Diante do caso de suspeita de estupro, a Polícia Militar foi acionada.

Em conversa com uma médica, já na presença dos policiais, a mãe da criança contou que saiu para comprar carne e quando voltou a criança já estava muito mal no colo do padrasto. “Ela contou que ele a entregou e disse: toma, lava as partes íntimas dela, porque ela está toda suja. Durante o banho, a criança não reagia mais e ela levou para Deyvyd fazer massagem cardíaca. Como ele não conseguiu fazer o procedimento, chamaram um vizinho que os levou para o hospital”, informa a delegada.
Confira o perfil do acusado no Facebook: https://www.facebook.com/deyvyd.renato.56

MÃE ADMITE

O mais absurdo de toda essa história, é que mãe admitiu que sabia dos abusos sexuais praticados pelo companheiro contra a criança. Segundo a delegada, ela detalhou que quando se recusava a manter relações sexuais come Deyvyd, ele abusava da criança, por isso inventou a história de que a menor caiu, para tentar encobrir os abusos dele.

Diante dos fatos, os dois receberam voz de prisão ainda no hospital. Os dois foram indiciados por estupro de vulnerável e por tentativa de homicídio. “Deyvyd porque assumiu o risco de resultado morte da vítima e a mãe da criança por omissão, porque tinha conhecimento dos estupros sofridos pela filha e não procurou a polícia”, observa Ana Carolina.

De acordo coma delegada, os laudos médicos apontam que a criança tem lesões graves na vagina e a ânus. “O estado da criança é crítico”, ressalta. (Tina Santos- com informações de Ronaldo Modesto)
Correio de Carajás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.