Belém: Polícia atualiza informações sobre triplo homicídio no bairro da Cabanagem - Portal Pebão

Destaques

ANUNCIE AQUI

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Belém: Polícia atualiza informações sobre triplo homicídio no bairro da Cabanagem

Belém: Polícia atualiza informações sobre triplo homicídio no bairro da Cabanagem


A Polícia Civil do Pará, por meio do delegado-geral Alberto Teixeira e de outros representantes da Segurança Pública do Estado, prestou, nesta segunda-feira (6), em entrevista coletiva, as primeiras informações sobre a investigação do triplo homicídio ocorrido no bairro da Cabanagem, na capital do Estado, onde foram mortos o sargento Vilhena, da Policia Militar do Pará; o amigo e o sogro do sargento. Presidida pelo delegado-geral Alberto Teixeira, a coletiva foi realizada na sede da Delegacia-Geral, localizada na Avenida Governador Magalhães Barata, em Belém. O sargento, um policial militar com longa experiencia, era morador do bairro da Cabanagem.

Durante a entrevista, o delegado-geral explicou que se trata de crime de execução, embora ainda não se saiba o alvo, pois o caso ainda está em processo de investigação. Segundo Teixeira, no domingo, por volta das 16 horas, dois elementos em uma motocicleta preta chegaram no estabelecimento onde encontravam-se quatro pessoas: o sargento Vilhena, a esposa dele, o sogro e o amigo do sargento. “Na ocasião a dupla desceu da moto e efetuou vários disparos de arma de fogo contra as vítimas, atingindo as quatro pessoas que ali estavam, três pessoas foram atingidas fatalmente: o sargento da PM, o amigo e o sogro do policial militar”.

Segundo o delegado-geral, é importante ressaltar que no momento que aconteceu o crime, a Polícia Militar se fez presente no local, tomando o controle da situação. Em seguida, a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Investigação de Homicídio de Agente Público, além do Núcleo de Inteligência Policial (NIP), esteve no local para realizar os primeiros levantamentos do caso e subsidiar as investigações do crime.

“A Polícia Civil agirá de forma incisiva contra os autores do crime, pois as investigações estão adiantadas. Tanto na Polícia Civil como na Polícia Militar, não existe nenhum caso que tenha ficado impune quanto a crimes contra policial militar e outros agentes públicos. Portanto a tropa da PM tem consciência de que, é somente uma questão de tempo para que a Polícia Civil prenda aqueles que efetivamente praticaram o crime”, garantiu Alberto Teixeira.

Cabanagem tem policiamento reforçado

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dilson Júnior, ressaltou que todos os policiais que sejam ameaçados devem procurar o Centro de Inteligência da PM, onde é realizado uma análise psicossocial e os casos em que as ameaças se comprovam, o policial recebe um aluguel social para que ele possa se deslocar do local onde ele está sendo ameaçado. “Até o dia do crime e antes dele, o sargento não procurou a Polícia Militar para fazer qualquer tipo de registro e nem há informação de que estaria sendo ameaçado”, informou o coronel.

Em relação aos reforços de segurança no bairro, o comandante-geral da PM explicou que desde o momento do crime, as guarnições da Polícia Militar e da Polícia Civil intensificaram as ações no bairro da Cabanagem. “Ainda hoje, no final da tarde, será iniciada uma operação denominada ‘Ocupação do Bairro’, por meio do programa Território pela Paz (TerPaz). E o bairro da Cabanagem está inserido”, garantiu Dilson Júnior.

(Fonte: Ascom Polícia Civil. Imagem: Divulgação.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.