Advogados negam que guarda municipal matou adolescente em Parauapebas - Portal Pebão

Destaques

ANUNCIE AQUI

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Advogados negam que guarda municipal matou adolescente em Parauapebas

Advogados negam que guarda municipal matou adolescente em Parauapebas


O adolescente Wallyson Leite da Silva, de 14 anos, atingido por um tiro na cabeça durante a comemoração do título do Flamengo da Copa Libertadores, em Parauapebas, sudeste do Pará, morreu ontem (24). Ele estava internado no Hospital Geral (HGP), onde passou por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

O suspeito de efetuar o disparo, o guarda municipal Genialdo Araújo Teixeira, de 39 anos, conhecido como “GM Teixeira”, está preso em uma cela de transição da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, porém seus advogados divulgaram uma nota de esclarecimento afirmando que as notícias sobre a participação do guarda no crime não passam de meras especulações, pois Genialdo Teixeira estaria em casa e sequer tinha conhecimento do fato.

Adolescente morto com tiro na cabeça durante comemoração de título do Flamengo no Pará
Mais cedo, a Prefeitura Municipal de Parauapebas emitiu um comunicado, solidarizando-se com amigos e familiares, entretanto atribuiu a autoria do assassinato do adolescente ao guarda Municipal Genialdo Teixeira. De acordo com testemunhas, a vítima estava assistindo à final da Copa Libertadores e após uma discussão, o guarda municipal Teixeira teria realizado vários disparos contra um grupo de torcedores e um tiro atingiu Wallyson Silva.

Pedro Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.