Em Parauapebas vítimas acusam suposto pastor de estelionato e ameaças - Portal Pebão

Destaques

ANUNCIE AQUI

Publicidade Página Inicial

Últimas Notícias No Facebook

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Em Parauapebas vítimas acusam suposto pastor de estelionato e ameaças

Aproximadamente 10 pessoas teriam sido vítimas de Pantoja no município


Moradores de Parauapebas afirmam serem vítimas do suposto pastor Antônio Sérgio Almeida Pantoja, e inúmeros prejuízos, entre eles um veículo, motos e trator que foram entregues ao homem.

Pantoja já foi indiciado em sete processos em Belém e um em Ananindeua e responde a crimes de estelionato, ameaça, apropriação indevida, furto qualificado e organização criminosa. Desde que aplicou golpes na cidade, o falso pastor não foi mais encontrado em Parauapebas.

Uma das vítimas, que prefere não se identificar, procurou o Correio de Carajás para relatar como ocorreu o caso do qual foi vítima, descrevendo que o suposto pastor a procurou para alugar um veículo, o que faria por meio de contrato, documento esse que nunca foi assinado e o veículo não foi recuperado.

O automóvel foi visto pela última vez na cidade de Santa Maria das Barreiras, em imagens feitas por câmeras de segurança em um posto de combustíveis.

Agora, uma das vítimas relata estar recebendo ameaças que estariam partindo de Antônio Sérgio Almeida Pantoja. As intimidações foram feitas por conversas via WhatsApp. Em um dos trechos, o homem insinua até uma morte?

Pantoja: Pode ter certeza é sal em ti.

Tão na tua cola.

Já.

Vítima: Na minha cola???

Vou mostrar aqui essa SMS aqui sobre sua ameaça.

Agora você não resolve mais nada comigo.

Pantoja: Pode mostra.

Vítima: ok.

Pantoja: Bota o celular na tua cara.

Pq é sal em ti.

Aproximadamente 10 pessoas teriam sido vítimas de Pantoja no município, mas a maioria não registrou Boletim de Ocorrência (BO) na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, por temerem as ameaças sofridas. No entanto, parte das motos e o trator foram recuperados.

O suposto pastor ministrou diversos cultos em igrejas de Parauapebas, pregações estas que podem ser vistas no youtube e mostram o poder de persuasão de Pantoja. 

Indiciado em oito processos

Os processos não seguem em segredo de justiça, por isso, a equipe do Correio de Carajás consultou cada um, todos tramitando em primeira instância. São quatro processos por estelionato, dois por furto qualificado, um por organização criminosa e um por apropriação indevida.

Os processos por estelionato seguem na área criminal. Um dos processos teve a data de distribuição em 18 de janeiro de 2019, onde a última determinação foi o cumprimento das diligências requeridas, no prazo improrrogável de 30 dias, a contar pela data de 24 de junho deste ano.

No processo de organizações criminosas, no qual o suposto pastor é réu, a distribuição foi realizada em 1 de fevereiro de 2019. O processo encontra-se na Vara de Combate ao Crime Organizado de Belém, porém o acusado não recebeu intimação por não ter sido encontrado no endereço informado nos autos.

A última movimentação do processo foi realizada no dia 30 de setembro deste ano, onde mais 17 pessoas são rés juntamente com Pantoja.

Já no indiciamento por apropriação indevida, o processo segue na Comarca de Ananindeua, com sua data de distribuição em 17 de abril de 2019, no qual foi configurado pelo artigo 168.

Em um dos processos por furto qualificado, no qual Pantoja foi indiciado, a última movimentação foi a constituição de um advogado, em 25 de setembro deste ano.

A Polícia Civil de Parauapebas foi procurada e preferiu não comentar o caso, que está em investigação.

Fonte/ (Theíza Cristhine e Natália Brito) Correio de Carajás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.